sábado, 6 de abril de 2013

AS BORBOLETAS - VINÍCIUS DE MORAES





AS BORBOLETAS


Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas
Brincam

Na luz
As belas
Borboletas

 
Borboletas brancas
São alegres e francas.

Borboletas azuis
Gostam muito de luz.

As amarelinhas
São tão bonitinhas!
 
E as pretas, então…
Oh, que escuridão!



Vinícius de Moraes


Do livro:

A arca de Noé, Vinícius de Moraes, Livraria José Olympio Editora: 1984; Rio de Janeiro; páginas 58 e 59. 14ª edição.

 


Marcus VINÍCIUS da Cruz DE Melo e MORAES (RJ 1913-RJ 1980), diplomata, jornalista, poeta e compositor brasileiro.


Livros:

O caminho para a distância (1933)
Forma e exegese (1935)
Ariana, a mulher (1936)
Novos Poemas (1938 )
Cinco elegias (1943)
Poemas, sonetos e baladas (1946)
Pátria minha (1949)
Antologia Poética (1954)
Livro de Sonetos (1957)
Novos Poemas (II) (1959)
Para viver um grande amor (crônicas e poemas) (1962)
A arca de Noé; poemas infantis (1970)
Poesia Completa e Prosa (1998 )





BORBOLETAS (videopoema)  -  DMAYUMIS

                                           AS BORBOLETAS DE VINÍCIUS DE MORAES











Nenhum comentário:

Postar um comentário